Páginas

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Quem nos lê?

Imagino que um dos prinicipais problemas do escritor sejam seus leitores. Alguns são engraçados, outros revoltados, entediantes, agressivos, moralistas, intelectuais, arredios às leituras mais complexas e mais longas... São tantos os tipos!

Mas pior do que exemplares diversificados de leitores, é a falta de leitor. Talvez porque geralmente o leitor não comunique, mantenha-se silencioso, cresce uma angústia com a possibilidade de não sermos lidos. Tudo bobagem. De um lado ou de outro sempre aparece alguém que diz, em nossa angústia de escritor iniciante, que leu a crônica ou o conto, que discorda da crítica, que detestou a temática e o desenvolvimento de alguma criação. Ainda bem que existem os leitores. Mesmo quando não se manifestam. Obrigado a todos que me lêem.

Nenhum comentário: