Páginas

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Leitores gaúchos

Li recentemente uma reportagem que sistematiza os hábitos de leitura do país.

De maneira geral, o leitor brasileiro leria mais ou menos 1,3 livro. A pesquisa ainda detalha o caso excepcional do Rio Grande do Sul onde se constatou que cada habitante daquele estado lê em média seis livros por ano, excluindo-se desse cômputo os livros acadêmicos, profissionais ou aqueles obrigatórios para alguma espécie de seleção.

Um terço dos leitores gaúchos atribui o gosto pela leitura ao incentivo do pai. Outro terço, ao da mãe. Em ambos os casos, os pais liam para os filhos desde a mais tenra idade e o hábito, que para muitos se transformaria numa obrigação, acabou se encaixando no cotidiano da sociedade. Hábito tão importante quanto escovar os dentes, tomar banho, comer, beber água ou dormir.

O hábito da leitura se deve em grande parte ao esforço dos professores aliado à ampla estrutura literária na qual se destacam as feiras do livro que vão tomando conta do interior do estado (a de Porto Alegre completará cinquenta e cinco anos em 2009), as boas bibliotecas, os concursos literários, os projetos educacionais como o Escritor na sala de Aula, editoras próprias e eficiente distribuição.

Quando o resto do país vai acertar essa sorte grande? Quando o Brasil vai se transformar num Rio Grande do Sul?

domingo, 28 de dezembro de 2008

O fim do fim de semana

Quando chegou a noite de domingo, ouviu a música do início de um programa e pensou que na segunda-feira encontraria novamente o chefe extenuado e irritado, a mulher que nunca lhe daria atenção, o manobrista que invariavelmente demoraria para atendê-lo e indiscutivelmente traria mais alguma avaria ao seu carro velho, a vizinha que reclamaria de suas músicas executadas de madrugada...

Pelo menos o vento entrava facilmente pelas janelas do apartamento...

sábado, 27 de dezembro de 2008

Depois do natal

Depois do natal as pessoas parecem demonstrar o mesmo espírito egoísta e estulto de antes do natal.

As cotoveladas trocadas arrogantemente nos dias das compras agora são trocadas nos dias de permuta de mercadorias. Um sapato grande, uma saia apertada, um aparelho eletrônico que simplesmente não funciona.

E assim praticamente entramos em mais um período ao fim do qual, antecedendo e passando, chegaremos novamente...ao natal.

Agora, resta planejar as ações do próximo ano. Quais serão as suas?

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Finalmente natal

Finalmente chegou a véspera de natal. Espero que todos que lêem esse blog tenham a sorte de possuir uma família como a minha. Nos reuniremos em nossa casa esta noite para comemorar, confraternizar e preparar novos projetos para o ano de 2009.

A todos que eventualmente lêem esse blog, meus sinceros votos de feliz natal!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Quase lá...

Leu atentamente a lista dos aprovados no vestibular, releu e não encontrou o nome. Entrou na sala do coordenador da escola, batendo na mesa com as mãos abertas, onde estava o milagroso cursinho pré-vestibular que não a colocara na faculdade? Onde estava o dinheiro que investira pesadamente para passar no vestibular, para estudar nos gabaritos da prova aplicada semanas atrás?

O coordenador tentou desconversar, enrolar, mas percebeu a seriedade da situação quando a menina quebrou uma garrafa de Coca-cola e, olhando-o furiosa, nada precisou falar.

Em três tempos, entrava numa loja de roupas engraçadas para gastar a restituição que o coordenador insistira em fazer.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Duas semanas

Peço desculpas aos leitores frequentes desse blob pela ausência nas últimas duas semanas. Cheio de acertos para fazer na dissertação, que enviei hoje ao meu orientador e que retornará nos próximos dias cheia de rabiscos, de observações e de críticas consideráveis, acabei me isolando de tudo e de todos. Se não faço isso, simplesmente a coisa não rende.

***

Gostaria de agradecer ao comentário que o filósofo Márcio Alexandre da Silva deixou na última mensagem de 1 de dezembro assim como aos dois anônimos.

***

Em relação ao mineiro, obrigado pelo convite de visita às terras da genialidade literária de onde vêm Murilo Rubião, Paulo Mendes Campos e tantos outros. Depois, se puder e voltar a ler esse blog, só deixar o endereço eletrônico que agradeço pessoalmente de modo eletrônico.

***

Quero desejar a todos um feliz natal. Depois do natal, se as correções da dissertação não me matarem, volto a escrever para desejar um feliz ano novo que, se der parcialmente certo, será o ano de novos projetos culturais não apenas em Assis, interior de São Paulo, mas Brasil afora. Afinal, a Sociedade Mutuante, brilhantemente comandada pela Sylvia Maria, não tem feito um trabalho realmente magnífico?

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Dia de luta contra a Aids

Geralmente as pessoas falam do dia primeiro dezembro apenas no dia primeiro de dezembro, comemorando a luta contra a Aids, mas se esquecendo de que essa batalha deve ser travada diariamente.

Lutar contra a Aids atualmente é tão importante quanto almoçar, jantar, beber água, promover a circulação sanguínea em nosso corpo etc.

Algumas estatística recentemente apresentadas por órgãos oficiais e organizações não governamentais demonstram que o número de infectados por Aids cresceu significamente entre os homens com mais de cinquenta anos. A incidência de casos na região sudeste caiu, mas aumentou drasticamente nas regiões nordeste e norte.

Em síntese, não são apenas os jovens e os adolescentes que precisam se conscientizar do risco em que se colocam quando transam sem preservativo.

Daqui para frente, mais esforços coletivos (não significam necessariamente mais esforços estatais) devem ser feitos para controlar o crescimento do HIV. Vamos começar?