Páginas

quarta-feira, 18 de março de 2009

Eleições municipais: dois pesos, duas medidas

O “Jornal de Assis” de 7 de outubro apresentou um quadro das eleições municipais em nossa região destacando, entre outros pontos, os candidatos que venceram os pleitos para prefeito. Entre os reeleitos Ézio Spera e Carlos Arruda Garms, respectivamente prefeitos de Assis e de Paraguaçu Paulista.

O prefeito de Assis não apenas ganhou a eleição, mas também dobrou os votos recebidos em 2004. Em números proporcionais, obteve 83% dos votos. Ultrapassou alguns reeleitos no primeiro turno como Beto Richa (Curitiba/PR – PSDB), que atingiu 77,27%, e Ricardo Coutinho (João Pessoa/PB – PSB), que alcançou 73,85%.

O sucesso de Ézio deve-se ao trabalho dos últimos quatro anos. A Vila Prudenciana e o Jardim Paraná receberam dois postos de pronto-atendimento. Ruas foram asfaltadas. Principalmente aquelas na entrada da cidade, que descarregavam toneladas de areia na Avenida Getúlio Vargas.

Se por um lado a recondução de Ézio é compreensível, por outro, a de Carlos Arruda Garms reflete o despreparo e a falta de percepção da população. Prefeito entre 1997 e 2000, candidato à reeleição naquele último ano de mandato, Carlos Arruda Garms levou uma paulada nas urnas. Eleito em 2004 com esperanças de transformação, geriu uma administração morna.

Muitos são os problemas de Paraguaçu Paulista, mas dois se sobressaem: asfalto e publicidade dos atos administrativos.

O dinheiro público gasto na publicidade das façanhas da prefeitura poderia ter sido empregado no asfalto de ruas, na melhoria da saúde, na ampliação do acervo da biblioteca municipal, na criação de condições estruturais para atrair empresas. A prefeitura optou por produzir uma revista recheada de fotos mirabolantes enaltecendo o trabalho do governo municipal.

Interessados nos detalhes da “cidade maravilhosa”, requeremos ao prefeito informações claras sobre o destino de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinqüenta mil reais) que a Câmara de Vereadores devolvera à prefeitura bem como o montante gasto na confecção da revista cheia de fotos. Qual era o valor do superávit alcançado pela administração pública municipal, divulgado pela revista? Quantos cargos de confiança eram ocupados por parentes do prefeito e do vice-prefeito?

Um dos assessores do prefeito se recusou a explicar o paradeiro do dinheiro público. Se o dinheiro público é dinheiro do povo, por que o assessor do prefeito não queria apontar o destino do dinheiro do povo? O destino só foi esclarecido depois de denunciar a arbitrariedade constitucional à promotoria de justiça de Paraguaçu Paulista.

Se o dinheiro público em Paraguaçu Paulista fosse aplicado seguindo prioridades reais, as ruas do bairro Jardim Tênis Clube não seriam caminhos para dinossauros passarem. Por que o prefeito não dirige seu automóvel particular nas ruas do bairro para observar quanto prejuízo terá?

Quando o governo Carlos Arruda Garms se importará com os impostos pagos pelos contribuintes paraguaçuenses e investirá na infra-estrutura dos bairros? Que tal parar de gastar dinheiro com propaganda de governo e investir na qualidade de vida das pessoas? Bom sempre lembrar: o prefeito é EMPREGADO DO POVO.

O asfalto chegou ao Jardim Paulista e ao distrito de Conceição de Monte Alegre. E de que serviu sua chegada se já apresenta buracos e rachaduras? Onde está o asfalto de boa qualidade? Talvez se a prefeitura não tivesse comprado semáforos desnecessariamente, as ruas da cidade estariam pavimentadas. Pavimentadas com asfalto de boa qualidade!

Poderíamos detalhar outras mazelas, porém a falta de asfalto e de transparência do destino do dinheiro público (lembrando que dinheiro público significa dinheiro do povo) constituem fatores mais do que suficientes para perguntar: o que a população tem na cabeça quando respalda um governo como esse?

As eleições municipais decidiram-se por dois pesos e duas medidas. Assis é exemplo de Administração Pública, administração voltada para e pelo povo, em que os investimentos se refletem no desenvolvimento, na qualidade de vida, no bem-estar coletivo. E Paraguaçu Paulista?

Publicado originalmente no Jornal de Assis (Assis - SP) de 18 de março de 2009.

15 comentários:

Anônimo disse...

prefeito q abandona a cidade só tem um destino...

Anônimo disse...

parabéns pela coragem
é isso aí

Anônimo disse...

tenho 19 anos e desde que me conheço por gente tenho que engolir esse povo que manda e desmanda na cidade e não faz nada
finalmente alguém teve coragem de falar
valeu
é isso mesmo

Anônimo disse...

ficamu sabendo da bomba no almoço, todo mundo sabia, todo mundo falando na prefeitura. alguém tinha que falar mesmo, ter peito para denunciar essas coisas que acontecem em paraguaçu e ninguém fala, ninguém tem coragem.
Camila, Camila Silva, Adriane, Fernanda e Marcela Ramos.

Anônimo disse...

Quem tem cara tem coragem, morei em paraguaçu 25 anos e ninguém fazia queixa e agora está aí. a casa caiu.
não para
não para
não para
vai em frente professor

Adriana disse...

EXCELENTE,
Parabéns pela coragem e sabedoria, moro no bairro Jd. tenis clube há 22 anos e até hoje vivemos de promessas que um dia vai asfaltar o bairro. Quando chove não conseguimos sair de casa porque as ruas viram uma lagoa e é barro para todo lado, sem contar a Av. Getulio Vargas, bom se é que podemos chamar de Avenida.....
PARABÉNS

Anônimo disse...

eu também moro no jardim tenis clube há mais de quinze anos e toda vez é o mesmo problema: choveu ninguém sai de casa porque é agua para todo lado e quando para de chover ninguém consegue andar de carro ou de bicicleta porque a rua não dá para passar é rua apenas para "dinossauro", como o senhor falou. por que o prefeito não coloca o carro dele aqui? cadê o senhor, prefeito?
Andréia

Anônimo disse...

sou da vila nova e fizeram asfalto aqui e não adiantou nada por que o asfalto é da péssima qualidade. para que fazer um serviço porco desse jeito
tem que denunciar parabéns pela coragem
Lúcia

Anônimo disse...

não aguentamos mais viver assim, nesse estado de abandono em paraguaçu. fora com esses que não fazem nada pela cidade e vendem a imagem de uma cidade boa. boa para quem mama prefeitura sem fazer concurso público. fiz concurso,passei e não fui chamada e tem muita gente que não fez nada e está trabalhando lá.!!!!!! aí falta dinheiro pra tudo e até para asfaltar as ruas.

Anônimo disse...

Oi
queria te desejar parabéns
tem que falar o que está errado na cidade
meu irmão chegou em casa com uma xerox do seu jornal falando do absurdo que é paraguaçu paulista
tem que ter coragem mesmo como todo mundo já falou aki
e parabéns também pro jornal de assis que teve coragem de publicar
a se a gente também tivesse em paraguaçu um jornal de paraguaçu como o jornal de assis
Leila

Anônimo disse...

buxixo total em paraguaçu
vai passar no jd. tenis clube com teu carro prefeito?

Anônimo disse...

lemos seu artigo e queremos dizer que estamos com você. Paraguaçu precisava de alguém que denunciasse o que acontece aqui dentro. Parabéns pela coragem.
Lena, Júlio e Kátia

Neuza disse...

Vicentonio, Parabéns pela iniciativa. Nosso 'querido" prefeito deu uma passadinha no bairro Teni clube com sua carro particular, mas que ele não teve coragem de passar na rua dos "dinossauros". Será q ele gostou do passeio turistico???

Anônimo disse...

chegou a hora de mudança!
prefeito é empregado do povo e tem que trabalhar pelo povo! senão trabalhar, fora arruda!
já passou de carro e agora é asfaltar ou levar mais "paulada" e mais denúncia da fraude que é paraguaçu?

Marina disse...

dia 23 segunda-feira o prefeito deu uma volta com seu carro particular nas ruas do Jd. tenis Clube e as máquinass já passaram nas ruas, o comentário geral e que será asfaltado. Sr. Prefeito agora o bairro será asfaltado ou é mais uma promessa???? Esperamos que não. Se chover com certeza não conseguiremos sair de casa.